sexta-feira, 28 de dezembro de 2012


FERIDAS QUE CURAM


Henri Nouwen

"Ninguém escapa de ser ferido. Somos todas pessoas feridas, física, emocional, mental ou espiritualmente. A questão principal não é "como podemos esconder nossas feridas", para assim não nos sentirmos envergonhados, mas "como podemos colocá-las a serviço de outros". 

Quando nossas feridas deixam de ser uma fonte de vergonha e passam ser a uma fonte de cura, tornamo-nos pessoas feridas que curam.

Jesus é o enviado de Deus que, mesmo ferido, cura. Por meio de suas feridas somos curados. O sofrimento e a morte de Jesus trouxeram alegria e vida. Sua humilhação trouxe glória; sua rejeição, uma comunidade de amor.

"Quem deu crédito à nossa pregação? E a quem se manifestou o braço do SENHOR? Porque foi subindo como renovo perante ele, e como raiz de uma terra seca; não tinha beleza nem formosura e, olhando nós para ele, não havia boa aparência nele, para que o desejássemos. Era desprezado, e o mais rejeitado entre os homens, homem de dores, e experimentado nos trabalhos; e, como um de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado, e não fizemos dele caso algum. Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido. Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados. Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho; mas o SENHOR fez cair sobre ele a iniqüidade de nós todos. Ele foi oprimido e afligido, mas não abriu a sua boca; como um cordeiro foi levado ao matadouro, e como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, assim ele não abriu a sua boca. Da opressão e do juízo foi tirado; e quem contará o tempo da sua vida? Porquanto foi cortado da terra dos viventes; pela transgressão do meu povo ele foi atingido. E puseram a sua sepultura com os ímpios, e com o rico na sua morte; ainda que nunca cometeu injustiça, nem houve engano na sua boca. Todavia, ao SENHOR agradou moê-lo, fazendo-o enfermar; quando a sua alma se puser por expiação do pecado, verá a sua posteridade, prolongará os seus dias; e o bom prazer do SENHOR prosperará na sua mão. Ele verá o fruto do trabalho da sua alma, e ficará satisfeito; com o seu conhecimento o meu servo, o justo, justificará a muitos; porque as iniqüidades deles levará sobre si. Por isso lhe darei a parte de muitos, e com os poderosos repartirá ele o despojo; porquanto derramou a sua alma na morte, e foi contado com os transgressores; mas ele levou sobre si o pecado de muitos, e intercedeu pelos transgressores." Isaías 53:1-12


Como seguidores de Jesus, também podemos permitir que as nossas feridas tragam a cura aos outros.

"Porque para isto sois chamados; pois também Cristo padeceu por nós, deixando-nos o exemplo, para que sigais as suas pisadas. O qual não cometeu pecado, nem na sua boca se achou engano. O qual, quando o injuriavam, não injuriava, e quando padecia não ameaçava, mas entregava-se àquele que julga justamente; Levando ele mesmo em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, para que, mortos para os pecados, pudéssemos viver para a justiça; e pelas suas feridas fostes sarados. Porque éreis como ovelhas desgarradas; mas agora tendes voltado ao Pastor e Bispo das vossas almas." 1 Pedro 2:21-25


"Ele é o que perdoa todas as tuas iniqüidades, que sara todas as tuas enfermidades." Salmos 103:3

domingo, 23 de dezembro de 2012


VOCÊ ESTÁ CANSADA?



Nágilla Rayanne Medeiros da Silva

SENHOR, não me repreendas na tua ira, nem me castigues no teu furor. Tem misericórdia de mim, SENHOR, porque sou fraco; sara-me, SENHOR, porque os meus ossos estão perturbados. Até a minha alma está perturbada; mas tu, SENHOR, até quando? Volta-te, SENHOR, livra a minha alma; salva-me por tua benignidade. Porque na morte não há lembrança de ti; no sepulcro quem te louvará? Já estou cansado do meu gemido, toda a noite faço nadar a minha cama; molho o meu leito com as minhas lágrimas, Já os meus olhos estão consumidos pela mágoa, e têm-se envelhecido por causa de todos os meus inimigos. Apartai-vos de mim todos os que praticais a iniqüidade; porque o SENHOR já ouviu a voz do meu pranto. O SENHOR já ouviu a minha súplica; o SENHOR aceitará a minha oração. Envergonhem-se e perturbem-se todos os meus inimigos; tornem atrás e envergonhem-se num momento.” Salmos 6:1-10

Estar cansada é uma condição de muitas pessoas. Esta condição pode ser temporária ou não. Só depende de mim e de você.

O cansado é alguém carregando um fardo pesado que vai além de suas forças.

Existem três tipos de cansaço:

1- Cansaço físico: (Salmos 6:2-3) – é uma sobrecarga no corpo maior que você pode suportar. Há também cansaços físicos causados por doenças como anemia; insônia ...

2- Cansaço emocional: (Salmos 6:6-7) – este tipo de cansaço tem consequências horríveis. São acontecimentos inesperados causados em nossa vida por pessoas que amamos. As perdas que sofremos podem nos tornar cansadas emocionalmente. São  sonhos despedaçados que enchem nosso coração de por quês e que acabam nos sufocando. 

3- Cansaço espiritual: é uma pessoa que perdeu a alegria da salvação e que, portanto, não crê mais como alguém criado com louvor para Deus. Uma pessoa espiritualmente cansada se sente castigada por Deus (Salmos 6:1). Se sente que fez algo que desagradou ao Senhor e por isso o “castigo”.

Três características do cansado espiritualmente:

1- Sempre se culpa ou procura um culpado para a situação;

2- Acha que Deus está distante lhe faltando coragem para afirmar que Deus não existe;

3- Tem medo das adversidades (Salmos 6-7). O medo é tão forte que a morte parece ser a única possibilidade. Não tem perspectiva de vida.

Mas existem soluções pra você que está cansada. Escutem a palavra de Deus:

Descansa no SENHOR, e espera nele; não te indignes por causa daquele que prospera em seu caminho, por causa do homem que executa astutos intentos.” Salmos 37:7

O minha alma, espera somente em Deus, porque dele vem a minha esperança.” Salmos 62:5

O cansaço é somente um sintoma, pois há algo mais profundo.

Se é físico – necessita de disposição.
Se é emocional – necessita de atitude.
Se é espiritual – necessita de escolhas e do “negar-se”.

Por que dizes, ó Jacó, e tu falas, ó Israel: O meu caminho está encoberto ao SENHOR, e o meu juízo passa despercebido ao meu Deus? Não sabes, não ouviste que o eterno Deus, o SENHOR, o Criador dos fins da terra, nem se cansa nem se fatiga? É inescrutável o seu entendimento. Dá força ao cansado, e multiplica as forças ao que não tem nenhum vigor. Os jovens se cansarão e se fatigarão, e os moços certamente cairão; Mas os que esperam no SENHOR renovarão as forças, subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão.” Isaías 40:27-31

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012


QUER SER COMPREENDIDA? ENTÃO 

AME, PERDOE,

COMPREENDA ... UNS AOS OUTROS



Tereza Cristina Cunha de Brito

Compreensão – ato ou efeito de incluir, faculdade de compreender, percepção, forma de compreender, de considerar. Compreender – abranger, conter em si.

Alegrai-vos com os que se alegram; e chorai com os que choram.” Rm 12.15

Enquanto não entendermos o verdadeiro significado desta palavra e praticarmos o que ela quer dizer, estaremos distantes de realizarmos todas as ações que a Bíblia determina quando menciona por mais de sessenta e duas vezes a expressão “uns aos outros”.

O envolver ou incluir ou considerar, nos fala de acolher, abraçar, envolvendo o outro com tudo que possui os bons e maus momentos, as qualidades e defeitos, as alegrias e tristezas. Afinal trazemos em nós toda a “bagagem” de uma vida que foi antes de nós, totalmente aceita por Cristo, sendo todas as transgressões e iniquidades cobertas pelo sangue do Cordeiro!

Se um ser glorioso, digno e perfeito nos considerou, encobrindo todas as nossas imperfeições, não devo ter o direito de incorrer em qualquer tipo de rejeição ou incompreensão ao meu semelhante!

Mas o que nos torna seres tão incompreensíveis frente às dificuldades alheias? Será minha imagem refletida na face do irmão, a ponto de não admitir minha própria imperfeição?

TODOS os vossos ATOS sejam feitos com AMOR.” 1 Co 16.14 (grifo nosso)

Eu por mim penso, pois venho sendo convencida pelo Espírito e por exemplos, que a compreensão mútua é exercida quando há doação de tempo e ouvidos, contenção da língua mesmo com dificuldades de realizá-la e o perdão, para assim perceber detalhes que nos rodeiam, para se permitir conhecer quem está ao nosso lado, para respeitar as diferenças, para se dispor a carregar pedras, para se deixar moldar pelo Santo dos santos, alargar o espaço de nossas tendas!

Se deixar guiar por julgamentos pode até parecer algo inevitável para nossa condição humana, mas não devemos nos deixar vencer pelo pré-julgamento que pode nos levar a pecar, permitindo assim que a trave seja constantemente vista apenas nos olhos vizinhos, ignorando assim oportunidade de nos amoldarmos uns aos outros. Creio que somos sim capazes de sermos misericordiosos, compassivos, pacientes e compreensivos, por meio da graça, da verdade e do amor que está em nosso coração.


sexta-feira, 30 de novembro de 2012


SUPERANDO A "AMNÉSIA ESPIRITUAL"


Mirelle Ivy Diniz Miotto

Amnésia, segundo o dicionário Priberam, é a perda da memória causada por dano cerebral ou por grave trauma emocional.

Quão terrível deve ser apagar uma porção da sua vida ao perder a memória. Pior, também, é sofrermos de “amnésia espiritual”.

“Amnésia espiritual” é a perda de nossa memória espiritual. É esquecer tudo aquilo que o Senhor nos ordenou. Esquecer Seus mandamentos, as promessas que Ele nos fez, Seus ensinamentos e Sua palavra.

Quando conhecemos a Jesus, de verdade, muda tudo em nossa vida. Acontece a metanóia (mudança de atitude), ou seja, saímos de um caminho de perdição e de morte e entramos em outro cheio de vida, de amor e perdão.

A partir de então, começamos a nos relacionar com Jesus de modo que passamos a conhecê-Lo. Na medida em que O conhecemos, conhecemos também Sua palavra e Seus mandamentos e Ele passa a direcionar nossos caminhos.

Muitas vezes, nesta caminhada, devido a algumas circunstâncias tais como: tribulações, pecados, motivação errada, relacionamentos errados, feridas, riqueza ... nos afastamos de Jesus. E Ele, que era o motivo de nossa existência, cai no esquecimento. Nos tornamos incrédulas, frias e o “eu” se torna o nosso deus. Aí nos deparamos com o grave diagnóstico: “amnésia espiritual”.

Israel foi um povo privilegiado pela presença de Deus aliada a muitas manifestações da Sua provisão, mesmo no deserto. Deus se relacionava de uma forma muito próxima com seu povo. E mesmo assim, Israel sofreu deste mal.

Da mesma forma, Deus se relaciona conosco também, mas quando estamos bem emocionalmente e/ou financeiramente corremos o risco de nos esquecer de nossa aliança com Deus. E o Senhor em sua infinita misericórdia e sabedoria alertou o povo de Israel acerca de quando chegasse a prosperidade em seu meio. Vejamos o que está escrito em Deuteronômio 6.4-12:

Ouve, Israel, o SENHOR nosso Deus é o único SENHOR. Amarás, pois, o SENHOR teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças. E estas palavras, que hoje te ordeno, estarão no teu coração; E as ensinarás a teus filhos e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te e levantando-te.Também as atarás por sinal na tua mão, e te serão por frontais entre os teus olhos. E as escreverás nos umbrais de tua casa, e nas tuas portas. Quando, pois, o SENHOR teu Deus te introduzir na terra que jurou a teus pais, Abraão, Isaque e Jacó, que te daria, com grandes e boas cidades, que tu não edificaste, E casas cheias de todo o bem, que tu não encheste, e poços cavados, que tu não cavaste, vinhas e olivais, que tu não plantaste, e comeres, e te fartares, Guarda-te, que não te esqueças do SENHOR, que te tirou da terra do Egito, da casa da servidão.”

Mesmo com o alerta do Senhor, Israel, em muitos momentos, se esqueceu da aliança com Deus, como nós esquecemos também.

Para sermos curadas deste mal: “amnésia espiritual” precisamos de algumas doses de algumas vacinas, quais sejam: 

1) Arrependimento – “O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para conosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se.” 2 Pedro 3:9 

2) – “Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo; Pelo qual também temos entrada pela fé a esta graça, na qual estamos firmes, e nos gloriamos na esperança da glória de Deus.” Romanos 5:1-2

3) Comunhão – “Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.” Mateus 18:20

E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações.” Atos 2:42

4) Adoração – “Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.” João 4:24

O, vinde, adoremos e prostremo-nos; ajoelhemos diante do SENHOR que nos criou. Porque ele é o nosso Deus, e nós povo do seu pasto e ovelhas da sua mão. Se hoje ouvirdes a sua voz, Não endureçais os vossos corações, assim como na provocação e como no dia da tentação no deserto.” Salmos 95:6-8

5) Meditação diária da Palavra – “Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.
Antes tem o seu prazer na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite.” Salmos 1:1-2

Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra.” 2 Timóteo 3:16-17

Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração.” Hebreus 4:12

Te convido, neste dia, para ser vacinada contra este mal que tão de perto nos aflige. Só fique atenta para o prazo de vacinação ... Que Jesus ajude a mim e a você.

domingo, 25 de novembro de 2012


COMO É O SEU CORAÇÃO?



Mirelle Ivy Diniz Miotto

O que você tem falado nos últimos dias? Quais têm sido suas palavras para as pessoas ao seu redor?

As palavras que saem de nossas bocas têm um peso muito grande. Palavras mal ditas machucam muito mais que uma dor física.

Aquilo que sai de nossa boca tem poder para abençoar ou amaldiçoar (Tiago 3:10-12). Na verdade aquilo que sai de nossos lábios revela o que está no nosso coração, conforme está escrito em Lucas 6:45:

O homem bom, do bom tesouro do seu coração tira o bem, e o homem mau, do mau tesouro do seu coração tira o mal, porque da abundância do seu coração fala a boca.” 

Existe aquele ditado popular que diz assim: “me digas com quem andas, que direi quem tu és”. Parafraseando digo pra vocês: “ pelas tuas palavras direi como teu coração és”. E como isto é verdade, não é mesmo?

Jesus, certa vez, sendo questionado pelos fariseus e mestres da lei acerca do por quê seus discípulos não lavavam as mãos antes de comer, respondeu o seguinte:

O que contamina o homem não é o que entra na boca, mas o que sai da boca, isso é o que contamina o homem. Então, acercando-se dele os seus discípulos, disseram-lhe: Sabes que os fariseus, ouvindo essas palavras, se escandalizaram? Ele, porém, respondendo, disse: Toda a planta, que meu Pai celestial não plantou, será arrancada. Deixai-os; são condutores cegos. Ora, se um cego guiar outro cego, ambos cairão na cova. E Pedro, tomando a palavra, disse-lhe: Explica-nos essa parábola. Jesus, porém, disse: Até vós mesmos estais ainda sem entender? Ainda não compreendeis que tudo o que entra pela boca desce para o ventre, e é lançado fora? Mas, o que sai da boca, procede do coração, e isso contamina o homem. Porque do coração procedem os maus pensamentos, mortes, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias. São estas coisas que contaminam o homem; mas comer sem lavar as mãos, isso não contamina o homem.” Mateus 15:11-20

Coração, na Bíblia, é a nossa alma, nosso interior, nossos sentimentos. Desta forma, precisamos sujeitar a alma ao Espírito e não à carne. Devemos ser controladas e guiadas por Jesus.

Necessitamos guardar nosso coração porque dele procedem as saídas da vida ou seja, dele depende toda nossa vida. (Provérbios 4:23) Nosso coração deve estar escondido no Senhor.

Uma pessoa que só fala de violência, que só fala mal dos outros, pornografia, palavrões, novelas, traições, murmurações ... como será que está o coração dela? Como Jesus disse em Mateus, está impuro, sujo. Para um coração assim, há uma saída: Jesus! Ele lava, purifica e transforma.

Mas é necessário, também, que nós mudemos nosso comportamento. O que temos visto, ouvido e lido? São coisas que edificam? Tudo isto fica arraigado em nosso coração tanto para o bem, tanto para o mal e será expressado através de nossas palavras e ações.

Vamos nos alimentar, então, daquilo que edifica, que trás vida, porque assim nenhuma palavra torpe sairá de nossa boca, mas apenas a que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade para que conceda graça aos que a ouvem (Efésios 4:29-32).

Alimentemos sim da Palavra e vamos sim nos encher do Espírito, pois somente desta maneira nosso coração será puro e os frutos dos nossos lábios serão doces, dignos e abençoados.

sexta-feira, 9 de novembro de 2012


"SUPORTÔMETRO"
Mirelle Ivy Diniz Miotto

É o índice que mede nossa capacidade de suportar uns aos outros e situações difíceis que nos acometem.

Há vários dias estou com este pensamento: “Preciso suportar estas situações difíceis que estou passando e por que é tão difícil?”

Suportar significa aguentar, ser suporte para alguém, permitir, tolerar, sofrer e estar a prova de.

Em Efésios 4:1-2 está escrito: “Rogo-vos, pois, eu, o preso do Senhor, que andeis como é digno da vocação com que fostes chamados, com toda a humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros em amor.”

Paulo nos exorta a nos suportar uns aos outros em amor andando com toda a humildade, mansidão e longanimidade.

Neste mundo de pessoas “bem sucedidas” em que vivemos, de modo geral, as pessoas não suportam  as outras, nem tampouco toleram as fraquezas das outras. Com frequência ouvimos as pessoas dizerem: “eu não suporto fulano” e às vezes uma fraqueza torna-se até motivo de comentários. Não é confortável suportar as fraquezas de alguém, mas é fortalecedor e abençoador quando crescemos em algumas áreas e ajudamos alguém a crescer. 

Em nossa reunião de hoje “mediremos” como está o nosso índice de suportar pessoas e situações. Destacarei algumas situações e você responderá de acordo com a sua reação. Vejamos então:

1) Quando alguém que você convive em seu lar está zangado (a) e desconta a raiva em você. Qual sua reação?
(   ) não suporto                     (   ) tento suportar                  (   ) suporto

2) Em seu trabalho, aquele(a) colega que vive implicando com seu trabalho e com você. Qual sua reação?
(   ) não suporto                     (   ) tento suportar                  (   ) suporto

3) Você fica sabendo que alguém que você ama está te traindo ou falando mal de você. Você suporta?
(   ) não suporto                     (   ) tento suportar                  (   ) suporto

4) A sua irmã em Cristo (amiga) está ríspida e mal humorada. Você a suporta assim?
(   ) não suporto                     (   ) tento suportar                  (   ) suporto

5) Você foi “mandada embora” de seu trabalho (ou o seu marido) e tem inúmeros compromissos financeiros, você aguenta?
(   ) não suporto                     (   ) tento suportar                  (   ) suporto

6) Alguém te feriu de uma forma bem maldosa. Qual sua reação?
(   ) não suporto                     (   ) tento suportar                  (   ) suporto

7) Você suporta ser perseguida por causa de sua fé? 
(   ) não suporto                     (   ) tento suportar                  (   ) suporto

8) Você está sendo rejeitada. Você suporta esta dor?
(   ) não suporto                     (   ) tento suportar                  (   ) suporto

9) Você está com um problema muito difícil e todos te abandonam?
(   ) não suporto                     (   ) tento suportar                  (   ) suporto

10) Quando você é enganada, qual a sua reação?
(   ) não suporto                     (   ) tento suportar                  (   ) suporto

11) Quando você pede ajuda para alguém que você já ajudou e a (o) mesma (a) se recusa a te ajudar.
(   ) não suporto                     (   ) tento suportar                  (   ) suporto

12) Quando alguém não concorda com suas opiniões.
(   ) não suporto                     (   ) tento suportar                  (   ) suporto

Talvez você não passou por todos estes problemas, ainda, ou passou por outros que não descrevi aqui. Mas o importante é como você reagiu e está reagindo a todos eles. Qual foi seu índice de “suportômetro”? É difícil, né?

Temos que aprender com Jesus que é manso e humilde de coração. Para suportar as pessoas e situações temos que ser humildes, mansos e longânimos. Precisamos amar e perdoar. Precisamos passar por cima de nossa justiça própria e confiar no Senhor, como está escrito em Colossenses 3:12-15:

Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de entranhas de misericórdia, de benignidade, humildade, mansidão, longanimidade; Suportando-vos uns aos outros, e perdoando-vos uns aos outros, se alguém tiver queixa contra outro; assim como Cristo vos perdoou, assim fazei vós também. E, sobre tudo isto, revesti-vos de amor, que é o vínculo da perfeição. E a paz de Deus, para a qual também fostes chamados em um corpo, domine em vossos corações; e sede agradecidos.”

E mais: amar os inimigos, dar a outra face, dar a túnica além da capa e andar mais uma milha:

Mas a vós, que isto ouvis, digo: Amai a vossos inimigos, fazei bem aos que vos odeiam; Bendizei os que vos maldizem, e orai pelos que vos caluniam. Ao que te ferir numa face, oferece-lhe também a outra; e ao que te houver tirado a capa, nem a túnica recuses; E dá a qualquer que te pedir; e ao que tomar o que é teu, não lho tornes a pedir. E como vós quereis que os homens vos façam, da mesma maneira lhes fazei vós, também. E se amardes aos que vos amam, que recompensa tereis? Também os pecadores amam aos que os amam. E se fizerdes bem aos que vos fazem bem, que recompensa tereis? Também os pecadores fazem o mesmo. E se emprestardes àqueles de quem esperais tornar a receber, que recompensa tereis? Também os pecadores emprestam aos pecadores, para tornarem a receber outro tanto. Amai, pois, a vossos inimigos, e fazei bem, e emprestai, sem nada esperardes, e será grande o vosso galardão, e sereis filhos do Altíssimo; porque ele é benigno até para com os ingratos e maus. Sede, pois, misericordiosos, como também vosso Pai é misericordioso. Não julgueis, e não sereis julgados; não condeneis, e não sereis condenados; soltai, e soltar-vos-ão. Dai, e ser-vos-á dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando, vos deitarão no vosso regaço; porque com a mesma medida com que medirdes também vos medirão de novo.”  Lucas 6:27-38

Que Jesus nos ajude a suportar todas as coisas em amor. É o meu desejo pra mim e pra você!

sexta-feira, 26 de outubro de 2012


OS REIS QUE CONSTITUÍMOS EM NOSSAS VIDAS


Mirelle Ivy Diniz Miotto

Naqueles dias não havia rei em Israel; porém cada um fazia o que parecia reto aos seus olhos.” Juízes 21.25

Durante o período dos juízes, Israel viveu muitas dificuldades e muitos aborrecimentos, porque cada um tornou-se sua própria autoridade e agiu de acordo com suas próprias opiniões sobre o certo e o errado. Isto produziu terríveis resultados.

Em nossas vidas acontece a mesma coisa. Nós nos constituímos como as maiores autoridades em nossas vidas sem qualquer referência a Deus. Quando as pessoas satisfazem seus desejos de forma egoísta e a qualquer custo, pagam um preço muito alto. 

Pessoas assim vivem em completa cegueira, pois agem conforme suas próprias opiniões, seus conceitos e não conseguem enxergar a vontade de Deus. Ficam presas em sofismas (engano, ilusão, dar aparência de verdade) achando que é o certo e não aceitam serem confrontadas com a verdade. São pessoas rebeldes, soberbas e insubmissas. Não conseguem abrir mão de seus achismos ... o “eu”, a “carne” é que governam a vida dela.

Quando lemos o livro de Juízes vemos a necessidade de confiar na presença de Deus e nos recursos divinos mais do que em nossas capacidades. Mesmo aqueles talentos e habilidades que temos são corrompidos pelo pecado e devem ser transformados pelo Espírito Santo a fim de produzir fruto para Deus.
Não podemos continuar confiando em nossa sabedoria e habilidade carnais, ao invés disso Deus quer liberar a sabedoria e o poder Dele através de nós.

"Confia no SENHOR de todo o teu coração, e não te estribes (não se apoie) no teu próprio entendimento." Provérbios 3:5

Veremos o que os israelitas fizeram quando não havia rei em Israel:

1 Samuel  8.4-22: “Então todos os anciãos de Israel se congregaram, e vieram a Samuel, a Ramá, E disseram-lhe: Eis que já estás velho, e teus filhos não andam pelos teus caminhos; constitui-nos, pois, agora um rei sobre nós, para que ele nos julgue, como o têm todas as nações. Porém esta palavra pareceu mal aos olhos de Samuel, quando disseram: Dá-nos um rei, para que nos julgue. E Samuel orou ao SENHOR. E disse o SENHOR a Samuel: Ouve a voz do povo em tudo quanto te dizem, pois não te têm rejeitado a ti, antes a mim me têm rejeitado, para eu não reinar sobre eles. Conforme a todas as obras que fizeram desde o dia em que os tirei do Egito até ao dia de hoje, a mim me deixaram, e a outros deuses serviram, assim também fazem a ti. Agora, pois, ouve à sua voz, porém protesta-lhes solenemente, e declara-lhes qual será o costume do rei que houver de reinar sobre eles. E falou Samuel todas as palavras do SENHOR ao povo, que lhe pedia um rei. E disse: Este será o costume do rei que houver de reinar sobre vós; ele tomará os vossos filhos, e os empregará nos seus carros, e como seus cavaleiros, para que corram adiante dos seus carros. E os porá por chefes de mil, e de cinqüenta; e para que lavrem a sua lavoura, e façam a sua sega, e fabriquem as suas armas de guerra e os petrechos de seus carros.
E tomará as vossas filhas para perfumistas, cozinheiras e padeiras. E tomará o melhor das vossas terras, e das vossas vinhas, e dos vossos olivais, e os dará aos seus servos. E as vossas sementes, e as vossas vinhas dizimará, para dar aos seus oficiais, e aos seus servos. Também os vossos servos, e as vossas servas, e os vossos melhores moços, e os vossos jumentos tomará, e os empregará no seu trabalho. Dizimará o vosso rebanho, e vós lhe servireis de servos. Então naquele dia clamareis por causa do vosso rei, que vós houverdes escolhido; mas o SENHOR não vos ouvirá naquele dia. Porém o povo não quis ouvir a voz de Samuel; e disseram: Não, mas haverá sobre nós um rei. E nós também seremos como todas as outras nações; e o nosso rei nos julgará, e sairá adiante de nós, e fará as nossas guerras. Ouvindo, pois, Samuel todas as palavras do povo, as repetiu aos ouvidos do SENHOR. Então o SENHOR disse a Samuel: Dá ouvidos à sua voz, e constitui-lhes rei. Então Samuel disse aos homens de Israel: Volte cada um à sua cidade.” 

Israel queria um rei por vários motivos: 1) os filhos de Samuel não eram adequados para liderar o povo (1 Samuel 8:1-3); 2) as 12 tribos continuamente tiveram problemas juntas, pois cada uma possuía seu próprio líder e território. Era esperado que um rei unisse as tribos em uma única nação e um só exército; 3) o povo queria ser como as nações vizinhas. E era justamente o que Deus não desejava. Ter um rei facilitaria o esquecimento de que o Senhor era seu verdadeiro líder. Não era errado Israel querer um rei. Deus mencionou essa possibilidade em Deuteronômio 17.14-20. Porém, na realidade, o povo rejeitava a Deus como seu verdadeiro líder. Os israelitas queriam leis, um exército e um monarca no lugar do Senhor. Eles desejam governar a nação através da força humana, embora somente a de Deus pudesse fazê-los prosperar na terra hostil de Canaã.

O povo clamou por um rei, porque pensava que um novo sistema de governo provocaria uma mudança na nação. Mas, porque seu problema básico era a desobediência a Deus, as dificuldades continuariam, porém debaixo da nova administração. O que eles precisavam era de uma fé unificada, não de uma regra uniforme.

Caso houvessem se submetido à liderança de Deus, os israelitas teriam prosperado além de suas expectativas (Dt. 28.1). Nossa obediência é falha quando pedimos a Deus que conduza nossa família ou nossa vida pessoal, mas continuamos a viver de acordo com os padrões do mundo, elegendo vários reis em nossas vidas ao invés de nos submetermos ao Senhor.

As promessas de Deus vêm com uma etiqueta de preço: obediência.

Vejamos alguns reis que constituímos em nossas vidas no lugar de Deus:

1) Egocentrismo (Eu; Carne; soberba) 

Paulo, em Gl 5.17, diz que existe uma guerra entre duas forças opostas chamadas de carne e espírito.

Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes opõem-se um ao outro, para que não façais o que quereis.”

Esta carne não significa o corpo exterior e sim a alma que é a vontade, os desejos do homem, a sua individualidade, o seu livre arbítrio. 

Aquilo que o homem é depende de sua alma. Se a alma do homem quiser obedecer a Deus, permitirá que o espírito o governe, conforme ordenado por Deus. Se ela preferir, poderá, também, na condição de dominadora do homem, reprimir o espírito e deleitar-se fora do Senhor. A carne, então, é o homem enquanto está separado de Jesus Cristo.

Quando o “eu” domina deixamos de confiar em Deus para confiar em nós mesmos. Isso pode ser considerado, também, como soberba que significa: arrogância, altivez, orgulho ... 

"O SENHOR cortará todos os lábios lisonjeiros e a língua que fala soberbamente."  Salmos 12:3
"O temor do SENHOR é odiar o mal; a soberba e a arrogância, o mau caminho e a boca perversa, eu odeio."  Provérbios 8:13
"Da soberba só provém a contenda, mas com os que se aconselham se acha a sabedoria." Provérbios 13 : 10
"A soberba precede a ruína, e a altivez do espírito precede a queda."  Provérbios 16:18

2) Rebeldia – oposição, teimosia  

Quando alguém vai contra a autoridade de Deus e contra uma autoridade constituída por Deus.

Toda a alma esteja sujeita às autoridades superiores; porque não há autoridade que não venha de Deus; e as autoridades que há foram ordenadas por Deus. Por isso quem resiste à autoridade resiste à ordenação de Deus; e os que resistem trarão sobre si mesmos a condenação.” (Rm 13.1-2)
“Porque a rebelião é como o pecado de feitiçaria ...” 1 Sm 15.23

Satanás – é descrito na Bíblia como sendo um anjo que se rebelou contra Deus, querendo ser como o próprio Deus e, por isso, foi precipitado do céu, trazendo consigo a terça parte dos anjos. Esta história demonstra que toda pessoa que se rebela sempre faz outras pessoas caírem junto com ela.

Adão e Eva – O primeiro casal criado por Deus para viverem eternamente na presença de Deus, no jardim do Éden. Também foram influenciados pelo espírito de rebeldia existente em Satanás e, num ato de desobediência, acabaram precipitados também da presença de Deus. 

Rebelião de Corá – Corá e seu povo se levantaram contra Moisés e Arão (Nm 16) e, por causa disso, foram engolidos pela terra, sendo lançados para bem longe da congregação de Israel. 

Saul – Foi o primeiro rei de Israel e que também foi lançado para fora do trono, por causa de sua rebeldia e insubmissão à vontade de Deus.
Dentre muitos outros exemplos...

3) Mamom 

"Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom."  Mateus 6:24

O dinheiro (ou mamom) é um dos principados, em cuja atuação, mais se assemelha a Deus. Pois tenta substituir em nossos corações a paz, a alegria, a segurança, dentre outras coisas, que somente deveríamos ter em Deus. É um rei dos mais insidiosos, pois infiltra-se em todas as áreas da nossa vida. Tem pessoas que somente se sentem realizadas e felizes, quando têm muito dinheiro. Isto não é correto e cria indivíduos que acreditam muito mais em suas riquezas do que em Deus.

4) Prostituição (porneia, fornicação, imoralidade sexual, pensamentos impuros):

No original a palavra usada é porneia que significa um relacionamento em que uma das partes pode ser comprada e descartada como um objeto, e onde não há união de personalidade nem respeito por estas.
O sexo antes (fora) do casamento e o adultério são considerados, também, prostituição. Outro rei que ocupa muito lugar no coração da maioria dos crentes. 

Paulo coloca-se contra essa imoralidade sexual. Espanta-se com o fato de que os Coríntios não ficaram horrorizados diante do caso do homem que está coabitando com a esposa de seu pai (1 Cor 5.1). Deste pecado o homem deve arrepender-se, senão sua chamada vida cristã é uma zombaria (2 Cor 12.21). O cristão deve abster-se totalmente de tal coisa (1 Ts 4.3); deve fugir dela (1 Co 6.18); deve mortificar estas atividades (Cl 3.5). É o único pecado em que o homem peca claramente contra seu próprio corpo (1 Cor 6.18), e o corpo não é para a imoralidade, mas para o Senhor, pois é templo do Espírito Santo de Deus.

5) Idolatria (eidololatria; culto aos falsos deuses; adoração de ídolos):

A adoração aos ídolos é a adoração do objeto criado ao invés da adoração do Criador de todas as coisas. Pode-se dizer que o deus (ídolo) da pessoa é, também, aquilo a que ela dedica seu tempo, seus bens e seus talentos; é aquilo a que ela se entrega.

No mundo antigo a idolatria e a imoralidade sexual estavam estreitamente ligadas. A idolatria, assim destruiu a adoração verdadeira e a pureza que é a mais sublime adoração.

"Portanto, meus amados, fugi da idolatria."  I Coríntios 10.14
"Confundidos sejam todos os que servem imagens de escultura, que se gloriam de ídolos.” Salmos 97.7
"Não terás outros deuses diante de mim; não farás para ti imagem de escultura, nem semelhança alguma do que há em cima no céu, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra; não te encurvarás a elas, nem as servirás." Deuteronômio 5.7-9

Outros reis: tristeza, amargura (falta de perdão), vícios, homossexualismo, comida (glutonaria) ....

Como o povo de Israel queria um rei para governá-los, sofreram as conseqüências e tiveram que se submeter aos costumes do rei: tomará os vossos filhos, vossas filhas, tomará o melhor das vossas terras; dizimará o vosso rebanho e vós lhes servireis de criados ...

Da mesma forma acontece quando elegemos reis em nossas vidas ao invés de Deus: rumamos para o desastre espiritual, sofrendo conseqüências terríveis.

sexta-feira, 19 de outubro de 2012


O GRANDE EU SOU


Tereza Cristina Cunha de Brito

Hoje quero trazer a vocês, com muito temor, a lembrança de quem tem sempre nos sustentado, nos provido, nos curado, nos libertado, nos vê, nos perdoa e nos salva. Não pretendo e não quero colocá-Lo apenas como uma divindade distante, mas trazê-lo à existência real, pois Ele próximo sempre está.

Disse Deus a Moisés: "EU SOU O QUE SOU". Disse mais: "Assim dirás aos filhos de Israel: EU SOU me enviou a vós outros". Ex. 3.14 

Lembrar-vos que o Senhor Deus sempre tenciona trazer-nos para perto através de uma aliança, por meio de seu filho Jesus Cristo, quer conosco se unir para que tenhamos sua mente, seu coração e assim saber, conhecer e praticar a sua vontade. Ele quer que cresçamos e alcancemos Nele melhores e maiores lugares, apresenta-se a nós em diferentes maneiras e em diferentes situações. Deseja que façamos a Ele a devida reverência, não só por ser o Deus Todo-Poderoso, mas prostrarmos rendidos por tamanho amor e infinitas misericórdias, não apenas por seus grandes feitos, mas reverenciar a doce presença que tem a delicadeza de não nos invadir inadvertidamente.

"Porque dele, e por meio dele, e para ele são todas as coisas. A ele, pois, a glória eternamente. Amém!" Rm 11.36

Quero lembrar-vos de uma beleza não presente em sua face, mas da grandeza de se misturar a nossa pequenez, quando trouxe o Emanuel e nos deu seu Espirito, da comunhão de seu corpo e sangue através do pão e do vinho, do renascimento através das águas, da nossa redenção por meio daquela cruz, das dores e tremores naquela oração final. Lembrar-vos da liberdade nos concedida para chamá-lo a todo e qualquer momento de Aba Pai, para chamar pelo nome sobre todo nome, o nome de Jesus, lembrar-vos de nossa eleição, de nossa filiação, do lugar onde passaremos a eternidade, de como éramos, do arrependimento verdadeiro e diário, lembrar-vos que o pecado nos afasta da luz e intimidade com o Pai, que a salvação não depende de esforços pessoais, mesmo que nobres, do sangue que nos purifica, da luta contra o desejo que, pela graça e pelo poder de Deus, pode ser dominado, lembrar-vos que somos todos pó e cinza, que não somos dignos de entrarmos na presença Dele, mas pela justiça a nós imputada podemos nos achegar ao trono da graça com confiança, que ele escreveu em nossa mente e nosso coração suas leis, de que somos o povo Dele e ele é nosso Deus.

Lembrar-vos de que ainda estamos aptos a retornar a casa, a acender a lâmpada com o azeite que ainda nos é oferecido, de cuidar do fogo, de cultivarmos a boa semente plantada, de sermos sóbrios e vigilantes, de que há um propósito para todas as coisas, de que seremos todos julgados por nossos atos, pensamentos e obras, que nada se oculta de Deus, de sermos obediente e submissos, de sermos gratos por todas as coisas, de darmos glórias, louvores ao único digno de toda nossa adoração – nosso único Senhor e Salvador, Jesus Cristo.

sexta-feira, 5 de outubro de 2012


E SE A RESPOSTA DE DEUS FOR ...


Mirelle Ivy Diniz Miotto

Quero começar este singelo texto com a seguinte pergunta? Como você reagiu quando Deus lhe disse “não”?

Arrisco a dizer, tomando por base a minha experiência, que ficamos inconformadas, tristes, decepcionadas e começamos a reclamar e até a duvidar desta simples resposta de Deus.

Mesmo se nos reservamos o direito de dizer “não”, dificilmente aceitamos esta palavrinha quando acreditamos que podemos obter alguma coisa.

As criancinhas aprendem rápido o “não”, de tanto que ouvem. E é evidente que se o fazemos com as crianças é porque assim aprendemos e que sabemos que os “nãos” fazem parte da vida e são mesmo necessários ao nosso bem-estar e crescimento.

Os adolescentes se rebelam ante o “não”, dizendo eles mesmos “não” ao que lhes é imposto ou não concedido.

E então... chega a nossa vez, adultos, supostamente maduros e sábios. E nem sempre queremos aceitar. Das pessoas é mais fácil, pois nos consideramos mais ou menos de igual para igual, mas quando esse “não” vem dAquele que nos criou, não entendemos ou não queremos bem entender.

Você já percebeu que, frequentemente, pedimos a Deus que, de alguma forma, torne a vida mais fácil para nós ou para as outras pessoas? Oramos pela cura do doente, sabedoria para sermos bons pais, orientação para a vida (para que sejamos bem sucedidas e prósperas) e para que várias necessidades sejam satisfeitas. 
Outra coisa que gostamos muito de fazer é sonhar. Sonhamos com uma família perfeita, um ótimo emprego (com um enorme salário), uma casa maravilhosa, aquela viagem pra Paris e até sonhamos em “fazer a vontade de Deus”.

Não há nada de errado com estas orações e com nossos sonhos, mas precisamos nos lembrar de que, algumas vezes, a resposta de Deus para nossas orações e sonhos é “não”.

O grande desafio é estar disposto a ouvir Deus dizer “não” quando temos sentimentos fortes sobre um sonho e desejamos profundamente vê-lo acontecer.

Davi experimentou tal desafio. Seu grande desejo tinha sido trazer a Arca da Aliança de volta ao centro da vida judaica. Ele viu esse sonho se tornar realidade. Mas, como geralmente acontece, a satisfação de um sonho leva a outro ainda maior. Após Davi voltar ao seu palácio, ele disse a Natã, o profeta: “Olha, eu moro em casa de cedro, e a arca de Deus dentro de uma tenda” (II Sam. 7:2). Natã, inicialmente, disse a ele fazer o que estivesse em seu coração. Contudo, mais tarde, o Senhor falou com Natã e disse a ele para dizer para Davi que não era para ele construir um templo para a Arca.

Isto deve ter sido devastador para Davi. Mas, ele era um homem segundo o coração de Deus. Ele queria a vontade de Deus mais do que sua própria vontade. É interessante notar que, quando Davi ouviu as palavras de Natã, ele se sentou e teve uma longa conversa com Deus. Ele expressou gratidão e louvor a Ele. O resumo do que Davi disse pode ser encontrado no versículo 28, que diz: “Agora, ó Senhor Deus, tu mesmo és Deus e as tuas palavras são verdade, e tens prometido a teu servo este bem”. A resposta de Davi, talvez, nos dá o melhor significado sobre seu caráter. Ele tinha uma confiança profunda e permanente na Palavra e no caráter de Deus. Ele sabia que podia confiar em Deus quando Ele disse “não” e que Ele é bom independente da situação.

Neste caso, havia vários elementos importantes para o “não” de Deus. Primeiro, a motivação de Davi e a habilidade de sonhar em construir uma casa para Deus não era algo negativo aos olhos de Deus, mesmo não sendo da vontade Dele.

Após o filho de Davi, Salomão, ter construído o templo, ele indicou que Deus estava satisfeito com o sonho de Davi. Ele disse: “Porém o Senhor disse a Davi, meu pai: Porque tiveste no teu coração o propósito de edificar uma casa ao meu nome, fizeste bem em ter isto no teu coração” (II Cron. 6:8). Deus conhece nossas mentes e nossos pensamentos. Somente vemos e entendemos em parte.

Ninguém sabe melhor do que Deus e Ele estava satisfeito com a motivação de Davi. Freqüentemente, nesta vida, vemos somente parcialmente e não completamente. Só vamos poder ver completamente a vontade de Deus quando chegarmos ao céu. Sendo assim, não precisamos ficar desanimadas quando não temos uma compreensão total da vontade de Deus. Parte do sonho de Davi estava correto. Um templo seria construído. Mas, o plano de Deus era que o filho de Davi, Salomão, o construísse. Deus disse a Davi: “Contudo tu não edificarás a casa, mas teu filho, que há de proceder dos teus lombos, esse edificará a casa ao meu nome”. Davi não era a pessoa para construir o templo. Sua ideia estava certa, mas a pessoa e a hora estavam errados. Deus não castigou Davi por ele não ter entendido isso.

Ele falou a Davi como um pai amoroso. E Davi conhecia Deus o suficiente para confiar Nele. Conseqüentemente, o templo foi construído e Deus foi glorificado. Um “não” tornou-se um degrau na escada para a realização da vontade de Deus. Na hora de Deus, Sua vontade perfeita seria realizada. Davi precisava apenas esperar no Senhor. Podemos ter a certeza de que Seus caminhos são verdadeiramente melhores do que os nossos.

Assim, às vezes Deus diz não...E essa resposta inesperada vai carregando assim todas as nossas esperanças depositadas naquelas orações, naqueles apelos profundos da nossa alma. E, quais crianças sem entendimento, arregalamos os olhos, sem impedir que nosso coração pergunte o por quê. Coisa difícil!!! E não é difícil para uma pessoa mais que para outra, é difícil pra todo mundo, mesmo para aqueles que realmente vivem uma vida de submissão. Aceitar uma resposta negativa de Deus é sinal de humildade e reconhecimento de que estamos na dependência dAquele que nos criou, que conhece nosso passado e nosso futuro e nosso âmago bem mais que nós mesmos, mesmo com anos e anos de psicanálise. Aceitar uma resposta negativa de Deus para qualquer área da nossa vida é ter maturidade espiritual. Deus, quando nos diz não nos ama muito, com certeza mais que bastante e mesmo se não entendemos no momento, o melhor é nos curvar, pois nada há que Ele faça que não tenha sentido”. Letícia Thompson

sexta-feira, 28 de setembro de 2012


O QUE VOCÊ MAIS DESEJA HOJE?


Tereza Cristina Cunha de Brito


"Respondeu Abraão: Deus proverá para si meu filho, o cordeiro para o holocausto; e seguiam ambos juntos." Gn 22.8 

Ele falou. Fé é uma ação que recebe. Pr. Éber Rodrigues 

Lendo recentemente este versículo, a palavra que imediatamente veio a mim foi: controle, no caso de Abraão levando ali para ser queimado seu único filho conforme ordenara Deus, assumiu ali que a situação não poderia de forma alguma ser direcionada por ele, apenas obedeceu! 

Neste ato podemos ver que, se Deus falou, Ele encaminhará todas as coisas, seguirei o que Ele me ordena e tudo o que for necessário para o cumprimento desta ordem será pelo Senhor providenciado! "Porque para Deus nada é impossível." Lc 1.37 

Quando me dei conta de que tudo o que for realizado deve obedecer este princípio, deparei-me com a próxima palavra: dependência, se o controle não está em minhas mãos, indica que tenho que depender de tudo que está relacionado com o desenrolar dos atos de quem controla todas as coisas! 

Seguindo na meditação deste versículo e dessas duas palavras, pude ver claramente em minha mente uma página completamente em branco. Durante esta visão, claro tentei entender racionalmente inicialmente, mas graças a Deus consegui desligar o controle racional, compreendi o que aquilo significara, foi quando ouvi em meu espírito: isso é o controle que eu quero preencher o branco com minha vida e minhas palavras. Perguntei então é isso? 

O que você mais deseja hoje? Digo hoje, pois pode ser que seu desejo possa ser hoje mesmo realizado, e daí passar então a perseguir o próximo desejo, vivendo assim conforme a nossa própria satisfação! 

"Cobiçais e nada tendes; matais, e invejais, e nada podeis obter; viveis a lutar e a fazer guerras. Nada tendes, porque não pedis; pedis e não recebeis, porque pedis mal, para esbanjares em vossos prazeres." Tg 4.2-3 

Percebi que o que mais deveríamos desejar é: não viver mais sem a presença de Deus, percebi que tudo deve partir e girar e a acontecer a partir da vontade de soberana de Deus para nós! Percebi que deveríamos viver de acordo com aquilo que Ele quer façamos! Percebi então que devo me entregar, entregar verdadeiramente tudo ao meu Pai, para que Ele controle, direcione! 

Tive ainda um entendimento de pedir ao Senhor a sabedoria para perseverar seguindo no caminho, me entregando racionalmente à sua vontade boa, agradável e perfeita, pois devemos mesmo nos desfazer de concepções enganosas relacionadas a estas qualidades da vontade de Deus. Desapegar-nos de desejos pessoais, justiça própria, o “eu” e mesmo as concepções do mundo, que nos fazem ser inimigos de Deus! 

"Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos? (Porque todas estas coisas os gentios procuram). De certo vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas; mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Não vos inquieteis, pois, pelo dia amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal." Mt 6.31-34 

Devemos trazer a mente e coração quem é o nosso Senhor, nos submeter a este controle celestial, o que me trás a mente a palavra: confiança, confiar naquilo que Ele fará em, com e para nós, pois “Aquele que não poupou o seu próprio Filho, antes, por todos nos o entregou, porventura, não nos dará graciosamente com ele todas as coisas”? Rm 8.32 

Responda para o Senhor hoje, quando se encontrarem! 

terça-feira, 25 de setembro de 2012


DOMINE SUA ALMA


Nágilla Rayanne Medeiros da Silva

"É na vossa perseverança (paciência e firmeza) que ganhareis a (verdadeira vida da) vossa alma." Lucas 21.19

Quando tudo está indo do jeito que queremos, é fácil demonstrar paciência. O verdadeiro teste de paciência aparece quando nossos direitos são violados.

A paciência revela nossa fé no fato de que Deus sabe qual o melhor tempo para tudo e que Ele é onipotente e amoroso.

Você precisa aprender a não deixar sua mente e suas emoções extinguirem sua energia, especialmente quando isso envolve coisas sobre as quais você não tem qualquer controle.

Suponha que você esteja a caminho de uma entrevista importante e enfrente um congestionamento no trânsito. Como você deve reagir? Vale a pena se descontrolar e extravasar sua raiva? Não seria muito melhor pra você e para todos ao seu redor que você permanecesse calmo, mesmo se chegar tarde para a entrevista? Se fizer o seu melhor, Deus fará o resto.

Recuse-se a ficar transtornado quando as coisas não ocorrem da forma que você planejou. Recuse-se permitir que sua mente, sua vontade e suas emoções governem seu espírito. Por intermédio de sua paciência, você aprenderá a dominar sua alma.

É claro que paciência não acontece da noite para o dia na vida de uma pessoa. O poder e a bondade de Deus são muito importantes para o desenvolvimento da paciência em Seus filhos. Colossenses 1:11 nos diz que somos fortalecidos, “segundo a força da sua glória, em toda a paciência, e longanimidade com gozo”, enquanto Tiago 1:3-4 nos encoraja a saber que provações são a forma que Deus usa para aperfeiçoar nossa paciência. Nossa paciência se desenvolve e fortalece ainda mais quando descansamos na perfeita vontade de Deus e no Seu tempo, mesmo quando à face de homens perversos: “Descansa no SENHOR, e espera nele; não te indignes por causa daquele que prospera em seu caminho, por causa do homem que executa astutos intentos” (Salmo 37:7). No fim das contas, nossa paciência é recompensada: “Sede pois, irmãos, pacientes até à vinda do Senhor. Eis que o lavrador espera o precioso fruto da terra, aguardando-o com paciência, até que receba a chuva temporã e serôdia. Sede vós também pacientes, fortalecei os vossos corações; porque já a vinda do Senhor está próxima” (Tiago 5:7-8). “Bom é o SENHOR para os que esperam por ele, para a alma que o busca” (Lamentações 3:25).

sexta-feira, 14 de setembro de 2012


DESÂNIMO – O MAL QUE CONTAMINA O ESPÍRITO, A ALMA E O CORPO


Mirelle Ivy Diniz Miotto

O coração alegre é como o bom remédio, mas o espírito abatido seca até os ossos”. Provérbios 17:22

Como você levantou hoje? Desanimada? Triste? Abatida? Existem momentos que o coração fica amargurado mesmo.

Às vezes fico assim e se eu não tomar os devidos cuidados tenho certeza que estas situações podem me levar a morte física e também espiritual, bem como a algumas doenças psicossomáticas.

Muitas pessoas perdem a vontade de viver pela decepção de um grande amor, pela decepção de uma amizade, problemas financeiros, por perder o emprego, por perder um ente querido ou porque simplesmente alguém acha que você não serve mais para aquela determinada função ou ainda porque você é traída pela pessoa que ama. Isso tudo pode tirar bruscamente a sua alegria de servir ao Senhor, esta última situação pode até fazer você não pensar na morte física, mas na espiritual querendo abandonar a comunhão com os santos e até a Cristo. Não é fácil! Mas o próprio Jesus disse que não seria. Ele nos alertou dizendo para termos bom ânimo porque mesmo diante das aflições Ele venceu!

O sentimento de amor está sendo trocado pelo sentimento de justiça humana, falar poucas e boas para alguém se torna viável e parece que massageia o ego, as palavras não são controladas e saem como se fossem mísseis atômicos, os atos demonstram poder e este sentimento de estar por cima da situação leva o ser humano a fazer coisas que o próprio Jesus não fez.

É mais fácil resolver o problema nos afastando da pessoa do que trata-la com a Palavra e com amor, pois tratar com o próximo e até muitas vezes com o nosso “inimigo” (alguém que nos fez muito mal), em alguns momentos, precisa dá-lhe um belo banho, “arrancar carrapichos presos em sua lã”, alimentá-la e até passar um bom tempo com ela (mesmo contra a nossa vontade) até que descubramos e reconheçamos nossos erros gerando verdadeiro arrependimento e perdão. Esta aproximação gera tratamento e quebrantamento, pois abrimos mão de nossa razão, de nossa justiça própria para que Jesus seja exaltado na situação.

Como seria tratado alguns casos bíblicos nos dias de hoje dentro do "sistema religioso"?

O caso de Maria Madalena: Quantos anos de “banco” Madalena pegaria?
Da mulher Samaritana: quanto tempo estaria fora da ceia?
Do pequeno Zaqueu? Do próprio Pedro após negar a Cristo? Estariam eles sendo regenerados pela Palavra ou excluídos do “roll de membros”?

Meu Deus do céu! Cristo nos chamou para liberdade, para amarmos uns aos outros e não para sermos presos a um sistema religioso julgador e seletivo.

Não estou dizendo que devemos aceitar o pecado, mas eu gostaria de ajudar o pecador (aliás, sou uma delas) a sair de seus problemas e a ficar mais próximo de Jesus e não acabar de empurrar as vidas precipício abaixo.

TODOS PODEM FICAR DESANIMADOS

Se você se sente desanimado por situações que acontecem dentro do Corpo de Cristo ou pelo seu dia a dia, lembre-se que até os grandes homens da Bíblia passaram por momentos de desânimo.

Moisés chegou a ponto de pedir a morte por causa das murmurações do povo de Israel, do povo escolhido por Deus que foi livre das garras do opressor. Não te parece familiar? Ele disse:

De onde teria eu carne para dar a todo este povo? Porquanto contra mim choram, dizendo: Dá-nos carne a comer; Eu só não posso levar a todo este povo, porque muito pesado é para mim. E se assim fazes comigo, mata-me, peço-te, se tenho achado graça aos teus olhos, e não me deixes ver o meu mal.” Nm 11.13-15

Elias, o grande homem de Deus também pediu a morte quando foi ameaçado por uma mulher.

Ele mesmo, porém, foi ao deserto, caminho de um dia.Chegou assentou-se debaixo de um zimbro e pediu para si a morte, dizendo: Já não basta, ó Senhor. Toma agora a minha vida, pois não sou melhor do que meus pais.” I Reis 19.4

Jó, um homem que foi um exemplo de vida perante os olhos de Deus também ficou angustiado por ter passado por diversos problemas (Jó 10.1). Davi por várias vezes disse que a sua alma estava abatida. 
Você não é a única a sentir desânimo, desamparada, injustiçada pelos irmãos e também não será a última.

Mas tenha bom ânimo!

Levante a cabeça porque Deus não te colocou neste mundo para estar abatida. Jesus também foi injustiçado, mas não foi por isso que Ele largou mão de tudo, pelo contrário, Ele levantou a cabeça porque tinha conhecimento que a sua vida salvaria o mundo do pecado. Nesta lição de Jesus, aprendemos que estamos neste mundo para anunciar a obra de Cristo na Cruz, a salvação, custe o que custar.

Se você continuar abatida e triste, como alguém poderá enxergar a luz de Cristo em você?

O desânimo é um mal que aflige diversas pessoas, ele não respeita a sua condição religiosa ou social, ele tem sido um problema universal que vem desde a existência humana.

Eu gostaria de dar três dicas para você que está desanimada:

1- NÃO FIQUE SÓ

Estar só em uma situação de desânimo não é bom. A própria Bíblia diz que Deus na criação do ser humano disse: “Não é bom que o homem esteja só”.

Deus criou condições necessárias para o homem ou a mulher sairem do desânimo. Uma pessoa pode ajudar você a sair desta situação!

A companhia de Cristo é essencial para uma vida desanimada, por certo, se você ler a Palavra de Deus, você irá encontrar as frases: “Tende bom ânimo”, “Esforça-te”, “Eu serei contigo”, “Se teus familiares te abandonarem, Eu estarei contigo”, “Deus nunca abandona ninguém!”.

É claro que você tem sempre a presença de Cristo ao seu lado e ela é essencial para a nossa vida, mas Deus usa, também, as pessoas para nos auxiliar, para ficar ao nosso lado.

Não é vergonhoso compartilhar as suas dificuldades com sua irmã e amiga em Cristo. Confessemos nossos pecados umas as outras para que saremos. 

Moises teve Josué, Elias teve Eliseu, Adão tinha Eva, Daniel tinha três amigos: Ananias, Misael e Azarias, Jesus teve os 12 discípulos.

Peça a Deus para colocar pessoas que possam ajudá-la a sair desta condição emocional. 

Ficar sozinha só trará mais tristeza, mais depressão, mais sentimentos suicidas. Eu já tive depressão e queria ficar sozinha o tempo todo e a frase que eu mais gostava, na época, era “a solidão me cai bem” (trecho de uma música secular). E nessa minha solidão vinha a vontade de morrer, chorava muito, aceitava as palavras de derrota vindas de satanás e não queria fazer nada.

2- CREIA NAS PROMESSAS

As palavras dos homens são falhas, esquecidas, mentirosas. Quantas promessas são feitas como se fosse alianças de sangue! Promessas que parecem que nunca serão quebradas, mas em alguns minutos se vão como chuva de verão, como bolo de festa de criança, bonitas por alguns segundos e destruídas por outras diversas palavras.

Deus é completamente diferente. Deus nunca esquece o que prometeu! 

As suas palavras são memórias de um novo tempo, são fiéis, mesmo que você não seja fiel, Ele sempre será.

Quantas promessas você tem?
Lembre-se de algumas delas neste momento e comece a agradecer. O verdadeiro cristão não fica no desânimo, mas passa por ele com a garantia da vitória no fim da sua carreira.

Ainda que você escute palavras de maldição nenhuma ferramenta contra ti prosperará. Não desista! Existem promessas prontas para você:

a- Herança Gloriosa: “Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: “Vinde, benditos de meu Pai, possui por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do Mundo”. Mt 25.34
b- Proteção para sua vida: “Certamente não dormitará nem dormirá o guarda de Israel.” Sl 121.4
c- Fidelidade do Senhor para contigo: “Saberás, portanto que o Senhor teu Deus é Deus,o Deus Fiel que guarda a aliança e a misericórdia até mil gerações aos que o amam e guardam os seus mandamentos.” Dt7.9
O teu amor, ó Senhor alcança os céus, e a sua fidelidade chega até as nuvens”. Sl 36.5

Estas são algumas promessas que você têm quando permanece nos caminhos do Senhor. 

3– HÁ AUXÍLIO NA PRESENÇA DO SENHOR

A mulher que se sente abatida, desanimada e miserável, que está infeliz e deprimida, sempre revela isso em seu rosto. Ela se demonstra preocupada e perturbada. Basta olhar para ela, e se percebe sua condição. Mas quando realmente olhamos para Deus, nos sentimos melhor, nossa face também melhora. "Ele é a salvação da minha face", como disse o salmista. Aquela aparência cansada, perturbada, aflita, inquieta, perplexa e introspectiva se desfaz, e eu passo a comunicar uma impressão de paz, calma e equilíbrio. Isso não é uma máscara, e sim um resultado inevitável de olhar para Deus. 

Se estivermos deprimidas e infelizes, queiramos ou não, vamos demonstrar isso em nosso rosto. Por outro lado, se nosso relacionamento com Deus é correto, se estamos andando no Espírito, isso inevitavelmente também vai se expressar em nosso semblante. Com isso não estou dizendo que devemos andar por aí com aquele perpétuo sorriso forçado no rosto, que certas pessoas consideram essencial à manifestação da verdadeira alegria cristã. 

Não precisamos forçar nada — essa alegria vai se expressar naturalmente: "Ele é a salvação da minha face". Salmos 43.5

Entregue o seu desânimo ao Senhor porque o seu pranto irá se tornar em alegria. Eu creio!




segunda-feira, 10 de setembro de 2012

EU ME DEIXO CURAR

TEMA: SOB A LUZ DE DEUS 

    "... SE, PORÉM, ANDARMOS NA LUZ, COMO ELE ESTÁ NA LUZ, MANTEMOS COMUNHÃO UNS COM OS OUTROS, E O SANGUE DE JESUS, SEU FILHO, NOS PURIFICA DE TODO PECADO." (I Jo 1:7)

UM DIA DE ORAÇÃO E ADORAÇÃO NO RECANTO E NO MONTE

No dia 08 de setembro a equipe da "Geração Ester" participou deste evento maravilhoso organizado pelo ministério "Mulheres Chamadas Mães". Pela manhã subimos ao monte para orarmos e adorarmos ao Senhor. À tarde, no Recanto, ouvimos testemunhos e uma palavra vinda dos céus para nós. Foi um dia de comunhão e renovação de nossas forças. Vejam as fotos:

Pastora Sol (guerreira e exemplo para nós), Tereza Cristina, Nágilla e Samaritana (minhas amadas amigas-irmãs)

Samaritana, Mirelle, Tereza Cristina e Nágilla

"Geração Ester": juntas e misturadas

Olhem o bolo delicioso para as aniversariantes do dia. Especial para a aniversariante Nágilla

No meio da seca surge um belo Ipê amarelo. Presente para a Nágilla


"Assim saberão todas as árvores do campo que eu, o SENHOR, abati a árvore alta, elevei a árvore baixa, sequei a árvore verde, e fiz reverdecer a árvore seca; eu, o SENHOR, o disse, e o fiz." Ezequiel 17:24