sexta-feira, 29 de junho de 2012

LEALDADE – AINDA EXISTE?



Mirelle Ivy Diniz Miotto


Hoje acordei pensando sobre lealdade e fiquei me perguntando se ainda existe em nosso meio esta tão rara qualidade/caráter. Examinei minhas atitudes e me deu “uma certa” esperança, apesar que, infelizmente, hoje a fragilidade dos relacionamentos entre “amigos”, casais, está tão evidente. Foi aí que olhando o facebook me deparei com a seguinte frase da pastora Bianca Lívia: “Vivemos o período da falência das amizades sinceras, porquanto, os amigos só valem pelo que fazem ou pelo que possuem. Estamos nos esquecendo que todos podem ser substituídos naquilo que fazem, mas ninguém é substituído naquilo que é, somos únicos, portanto, todo relacionamento é impar, sem igual.

Segundo o dicionário Priberam lealdade significa fidelidade, sinceridade e dedicação.

A lealdade é um sinal de uma verdadeira amizade, ou seja, é parte de uma amizade genuína. A Bíblia diz em Provérbios 17:17: “O amigo ama em todo o tempo; e para a angústia nasce o irmão.” A amizade deve ser permanente e independente de qualquer situação. Penso que se não conseguimos ser fiéis aos nossos amigos como seremos fiéis a Deus? Vejo isso como consequência. Na verdade se não somos fiéis a Deus não conseguiremos ser com nossos irmãos. E mais: a nossa lealdade a Deus não pode ser dividida. A Bíblia diz em Mateus 6:24: “Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar a um e amar o outro, ou há de dedicar-se a um e desprezar o outro. Não podeis servir a Deus e às riquezas.”

Escolha amigos que amem ao Senhor e que tenham corações puros. A Bíblia diz em 2 Timóteo 2:22: “Foge também das paixões da mocidade, e segue a justiça, a fé, o amor, a paz com os que, de coração puro, invocam o Senhor.

Quais características possuem uma boa amiga? A Bíblia diz em Filipenses 2:3-4 “Nada façais por contenda ou por vanglória, mas com humildade cada um considere os outros superiores a si mesmo; não olhe cada um somente para o que é seu, mas cada qual também para o que é dos outros.

Amizades são uma parte importante da nossa vida. Desde a criação do primeiro casal, Deus mostrou a necessidade do companheirismo na vida humana. Em famílias, comunidades criamos laços de amizade. Precisamos compartilhar a vida com outras pessoas.

Na Bíblia, Deus nos orienta sobre amizades. Ele fala do valor dos bons amigos e adverte-nos sobre os perigos dos companheiros errados. Ele oferece instrução e apresenta exemplos que nos ensinam.
Fofocas podem destruir amizades. A Bíblia diz em Provérbios 16:28: “O homem perverso espalha contendas; e o difamador separa amigos íntimos.” E mais: "Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes" (1 Coríntios 15:33).

Vale a pena manter os nossos amigos. A Bíblia diz em Provérbios 27:9-10 “O óleo e o perfume alegram o coração; assim é o doce conselho do homem para o seu amigo. Não abandones o teu amigo, nem o amigo de teu pai; nem entres na casa de teu irmão no dia de tua adversidade. Mais vale um vizinho que está perto do que um irmão que está longe.

Alguns dos “amigos” mais perigosos são aqueles que sempre concordam conosco, apoiando-nos mesmo nas coisas erradas. "Melhor é ouvir a repreensão do sábio do que ouvir a canção do insensato" (Eclesiastes 7:5). O amigo verdadeiro nos corrige, e a pessoa sábia procura ter amigos com coragem e convicção para a repreender quando for necessário. Por outro lado, o insensato evita pessoas que corrigem e criticam, procurando aprovação acima de sabedoria. "O escarnecedor não ama àquele que o repreende, nem se chegará para os sábios... O coração sábio procura o conhecimento, mas a boca dos insensatos se apascenta de estultícia" (Provérbios 15:12,14). Ninguém gosta de ser corrigido, mas todos nós precisamos de amigos que nos amam tanto que mostram os nossos erros: "Melhor é a repreensão franca do que o amor encoberto. Leais são as feridas feitas pelo que ama, porém os beijos de quem odeia são enganosos" (Provérbios 27:5-6).

Uma vez que escolhemos bons amigos, devemos ser bons amigos! As Escrituras nos aconselham sobre as responsabilidades de companheiros fiéis. Amigos contam com a presença uns dos outros: "Mais vale o vizinho perto do que o irmão longe", como foi exposto acima. (Provérbios 27:10). "O olhar de amigo alegra ao coração; as boas-novas fortalecem até os ossos" (Provérbios 15:30). Por outro lado, não devemos abusar da amizade, causando aborrecimentos: "Não sejas freqüente na casa do teu próximo, para que não se enfade de ti e te aborreça" (Provérbios 25:17). Não devemos abandonar nem trair os nossos amigos (Provérbios 27:10). Amigos verdadeiros não são interesseiros, mas aqueles companheiros fiéis que ficam nos bons tempos e nos maus: "Em todo tempo ama o amigo, e na angústia se faz o irmão" (Provérbios 17:17). A amizade verdadeira traz benefícios mútuos: "Como o ferro com o ferro se afia, assim, o homem, ao seu amigo" (Provérbios 27:17).

Vejamos alguns exemplos de lealdade na Bíblia:

Respondeu, porém, Itai ao rei: Tão certo como vive o SENHOR, e como vive o rei, meu senhor, no lugar em que estiver o rei, meu senhor, seja para morte seja para vida, lá estará também o teu servo.” 2 Sm 15.21

Durante a Idade Média, homens nobres eram preparados desde a infância para se tornar cavaleiros. Eles deviam aprender técnicas de combate, preparar o físico, montar o cavalo e valorizar as atitudes de um guerreiro. Valentia e lealdade eram características exigidas de um cavaleiro.

Mas os valores perderam-se tanto no tempo que a lealdade é uma raridade na vida. Os políticos dão o mau exemplo quando não são leais ao seu país, aos seus eleitores, ao seu partido; Os filhos não são leais aos pais; os maridos não são leais as esposas e vice-versa; os policiais não são leias a farda etc.

No entanto, a Bíblia mostra o exemplo de Itai, o geteu, homem estrangeiro, que não tinha vínculo nenhum com Davi a não ser a lealdade. E suas palavras soam no meu coração "no lugar em que estiver o rei, meu senhor, seja para morte seja para vida, lá estará também o teu servo" e me fazem pensar na vida.

Itai tinha tudo a perder. Seu rei não tinha mais o trono e precisava fugir de Jerusalém para salvar a vida. O preço de ser leal era abandonar sua casa, se tornar um traidor, ter propriedades confiscadas, viver como fugitivo numa terra estrangeira. Era uma decisão difícil! Não acha? Mas não para Itai. A lealdade corria-lhe nas veias. Ele optou a ser leal acima de tudo.

Exemplos de amizades boas e más:

Deus nos ensina, também, por exemplos. Três gerações da mesma família servem como exemplos de amizades boas e más. Considere estes casos:

Davi e Jônatas:E sucedeu que, acabando ele de falar com Saul, a alma de Jônatas se ligou com a alma de Davi; e Jônatas o amou, como à sua própria alma. E Saul naquele dia o tomou, e não lhe permitiu que voltasse para casa de seu pai. E Jônatas e Davi fizeram aliança; porque Jônatas o amava como à sua própria alma. E Jônatas se despojou da capa que trazia sobre si, e a deu a Davi, como também as suas vestes, até a sua espada, e o seu arco, e o seu cinto.” 1 Samuel 18:1-4

Talvez a mais conhecida amizade na história seja a de Davi com Jônatas, filho do rei Saul. O ciumento rei tentou matar o jovem Davi, escolhido por Deus como seu sucessor. Pelo mesmo motivo, Jônatas poderia ter olhado para Davi com inveja ou ódio. Se Deus não tivesse nomeado Davi, o próprio Jônatas seria rei depois da morte de Saul. Mas Jônatas não mostrou tais atitudes. Ele manteve uma amizade especial com Davi durante toda a sua vida. Quando Saul tentou matar Davi, foi Jônatas quem protegeu o seu amigo (1 Samuel 20). Davi lamentou amargamente a morte deste amigo excepcional (2 Samuel 1:17-27). Mesmo depois da morte de Jônatas, Davi mostrou bondade para com seu filho aleijado, Mefibosete (2 Samuel 9).

Amnon e Jonadabe: Amnon, um dos filhos de Davi, não escolheu seus amigos como o fez o seu pai. Ao invés de cultivar amizades boas e saudáveis, ele escolheu como companheiro seu primo Jonadabe (2 Samuel 13:3). Quando Amnon falou com este amigo sobre os seus desejos errados pela própria irmã, Jonadabe teve uma oportunidade excelente para corrigir e ajudar o seu primo. Infelizmente, ele fez ao contrário. Ele "ajudou" Amnon a descobrir uma maneira de estuprar a própria irmã! Além de levar Amnon a humilhar e odiar a moça inocente e a magoar profundamente o seu pai (2 Samuel 13:4-21), o conselho de Jonadabe levou, afinal, à morte do próprio Amnon (2 Samuel 13:22-36). Jonadabe até teve coragem de tentar confortar Davi depois da morte de Amnon! Que amigo! (vers. 32).

Roboão e seus colegas: Roboão, neto de Davi, se tornou rei depois da morte de Salomão. No início do seu reinado, ele procurou conselho de várias pessoas antes de tomar uma decisão importantíssima. Ele valorizou a amizade com seus colegas acima da sabedoria dos homens mais velhos e experientes (1 Reis 12:7-11). A "ajuda" destes amigos contribuiu para a divisão do reino e diminuiu muito a influência de Roboão. Nossos amigos podem falar coisas que nos agradam, mas devemos dar ouvidos à sabedoria de pessoas mais sábias!

De tudo que a Bíblia fala sobre amizades, devemos aproveitar algumas lições importantes. Entre elas:

- Escolher cuidadosamente os nossos amigos, evitando amizades que nos levariam ao pecado.

- Valorizar amigos que nos corrigem quando erramos.

- Cortar amizades que prejudicam a nossa vida espiritual, especialmente quando os "amigos" incentivam o pecado e participação em religiões falsas.

- Ser amigos leais e de confiança, especialmente nos momentos difíceis quando os amigos mais precisam de nós.

- Sempre manter nossa relação com Deus acima de qualquer amizade humana, confessando a nossa fé no meio de uma geração perversa.

Quando se trata de amizade, devemos valorizar qualidade, e não quantidade: "O homem que tem muitos amigos sai perdendo, mas há amigo mais chegado do que um irmão" (Provérbios 18:24).

E nunca nos esqueçamos de que o melhor amigo que podemos ter é Jesus. A Bíblia diz em João 15:15: “Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas chamei-vos amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos dei a conhecer.

Sejamos leais a Deus e como consequência seremos com nossos amigos, familiares e cônjuge!

Fonte: http://www.estudosdabiblia.net/d109.htm
http://caminhoseveredastk.blogspot.com.br/2010/01/lealdade.html

Um comentário:

  1. Eu digo sim!
    Existe sim lealdade,deixando de olhar para nosso proprio mundo!

    ResponderExcluir